quinta-feira, Julho 31, 2008

(Poster) The Brothers Bloom

Rian Johnson, que conquistou a atenção do mundo quando lançou Brick, está agora de volta com The Brothers Bloom e um elenco reforçado que inclui Adrian Brody, Rachel Weisz, Mark Rufallo e Rinko Kikuchi (Babel)

Etiquetas: , , , ,

quarta-feira, Julho 30, 2008

(trailer) Harry Potter and the Half-Blood Prince

Belo trailer.


Etiquetas:

segunda-feira, Junho 30, 2008

(Postas-de-pescada) Indiana Jones e The Happening



Indiana Jones and the Kingdom of the Crystal Skull
O regresso de Indy é um filme simpático onde ninguém se vai aborrecer. O espírito da triologia original está de volta mas com ela vieram alguns exageros que acabam por condicionar a experiência do filme como um todo. Bem sei que os exageros sempre fizeram parte da saga mas este foi definitivamente a bit too much over-the-top. 6/10


The Happening
Fosse Al Gore realizador de cinema e a sua obra maior não haveria de andar muito longe de The Happening. Sendo fã confesso de Shyamalan, foi com enorme curiosidade que fui ver o seu primeiro filme para maiores de 18. O resultado final é bom, tem momentos de tensão muito bem construídos mas talvez pudesse ter ido ainda mais longe com outros protagonistas e as personagens principais um pouco mais desenvolvidas. 7/10






Etiquetas: ,

segunda-feira, Maio 26, 2008

(Trailer) The Curious Case of Benjamin Button

Depois de nove anos passados desde Fight Club, David Fincher e Brad Pitt voltam a trabalhar juntos em The Curious Case of Benjamin Button. A compor o elenco temos duas actrizes de talento comprovado: Cate Blanchett e Tilda Swinton.
Se tudo isto não fosse suficiente para aguçar a vossa curiosidade, a história gira em torno de um homem para quem a evolução temporal se processa do início para o fim, isto é, começa com uma idade avançada e acaba em bébé.


O trailer espanhol pode ser visto AQUI.

Etiquetas: , , , ,

(Poster) Choke


Choke é uma história escrita por Chuck Palahniuk, aka o senhor que escreveu o Fight Club e uma data de outros livros g-e-n-i-a-i-s, e gira à volta de um homem que vive de se engasgar nos restaurantes, o que faz com que alguém o salve e, posteriormente, lhe envie cheques para casa. Uma boa técnica para não ter de trabalhar, sim senhor, mas a parte gira da história é que a mãe do senhor está internada, uma médica desse hospital acha que este senhor é filho de Jesus Cristo e ah, ele é um sex addict. Vamos cruzar os dedos e rezar para que não dêem cabo disto, porque o livro é realmente fantástico.

Parece que é lá para Agosto que isto chega ao cinema.

Etiquetas:

sexta-feira, Maio 23, 2008

(Posters) The Happening

O primeiro filme "r-rated" de Shyamalan promete...




Etiquetas: , ,

sexta-feira, Maio 16, 2008

(Postas-de-pescada) Lars and the Real Girl

Parece que vai ser um filme profundo. Parece que vai ser um verdadeiro drama existencial. Parece que vai ser assim um Moonlight Mile mais levezinho. SURPRESA! Sem querer revelar a principal parvoíce da história, apenas posso dizer que, meia hora depois, já é só: chato, repetitivo, completamente previsível e apenas salvo da desgraça total por ter umas piadas inocentes lá pelo meio (consequência da tal parvoíce-chave). O rotten tomatoes acha que ele vale 80%. Eu cá dou-lhe 40% no máximo.

4/10

(aliás, acho que o ar idiota do poster diz praticamente tudo)

Etiquetas:

(Postas-de-pescada) My Blueberry Nights

Perdi os primeiros cinco minutos do filme, por isso não me sinto em posse de pleno direito de desenvolver muito.
Um começo meio incerto: cenas muito paradas; demasiados grandes planos da Norah Jones sem música de fundo(!); em termos de fotografia, uma estranha, mas agradável sensação de que o realizador tenta mostrar Nova Iorque como se costumam ver as grandes cidades orientais (muitas luzes, movimento, comboios...). Já a segunda parte é mais calma, com um decorrer de acção mais relaxado e um completo reavivar do argumento.
É um filme bonito e agradável. Fica-se com vontade de largar tudo e, simplesmente, viver uma vida mentalmente pouco exigente.
Não lhe quero dar um 8, porque não é um super filme, mas também não lhe quero dar um 7, porque só visual e sonoramente ultrapassa sem dúvida esse nível. Um quase-8, vá.

quase-8/10

Etiquetas: ,

(Trailer) Vicky Cristina Barcelona


O novo trailer de Woody Allen tem... Javier Bardem, recentemente oscarizado (e muito bem oscarizado!) pelo seu papel em No Country for Old Men... Scarlet Johansson... Penelope Cruz... sexo ao pontapé... e, by the way, é passado em Barcelona.
Se isto não aumentar as receitas de bilheteira dos filmes de Woody Allen, então também não consigo imaginar o que o possa fazer. O trailer está AQUI.
Dito isto, pessoalmente gostei bem mais do trailer de Match Point!

Etiquetas: , , , ,

(Postas-de-pescada) 21


Fui ver este 21 porque me apetecia ir ao cinema e, não estando nada que me atraísse particularmente em cartaz, pensei que a presença de Kevin Spacey era um seguro contra desastres cinematográficos.
Acabei por encontrar um filme com alguns aspectos difíceis de engolir em termos de argumento, previsível na recta final e pouco preocupado em desenvolver as suas personagens mas que, tendo por base uma história real interessante e oferecendo um pouco do glamour dos casinos de Las Vegas, acaba por não ser mau de todo.
Relativamente agradável, perfeitamente inconsequente. 5/10

Etiquetas: , , , ,

sexta-feira, Maio 02, 2008

Postas-de-pescada - volume 2

Porque eu também tenho pouco tempo...


The Other Bole
yn Girl: 4/10

Uma grande desilusão. Pensei Natalie Portman, Scarlett Johansson, Eric Bana. Pensei Henrique VIII e as suas mil mulheres. Pensei bastante potencial. Obtive novela mexicana com banda sonora de novela mexicana. Só mais lá para o final, com o aumentar da seriedade da história, o filme consegue ganhar algum respeito, mas já é tarde demais.



Into the Wild: 9/10

Imediato e inquestionável mudador de opinião acerca de Sean Penn. A história: o tipo de história que qualquer cineasta deseja transformar em filme. A habilidade de Sean Penn em o fazer de uma forma absolutamente sublime. A fantástica interpretação de Emile Hirsh. A poética narração de Jena Malone. Os fantásticos cenários e fotografia. O desejo de ter a coragem para fazer metade que seja do que só Christopher McCandless foi capaz de fazer. A impossibilidade de se sair indiferente da sala de cinema. Que venha o diabo e escolha a melhor coisa deste filme.



We Own the Night: 5/10

Uma história assim-assim. Não entretém. Não aborrece. Ideal para quem gosta de ver a Eva Mendes em actos românticos, o Joaquin Phoenix com uma cara de sofrimento durante mais de metade do filme e o Robert Duvall num dos seus papéis de sempre. Ideal para ver daqui a dois anos numa tarde de sábado, na SIC.



Youth Without Youth: ?/10

Depois de 10 anos sem fazer nada, Francis Ford Coppola sai-se com isto.
Quem gostar de filmes [pseudo?] intelectualóides, veja e depois volte cá, para discutirmos.
Quem não gostar de filmes esquisitos e aparentemente pointless, pegue nos 5 euros e vá comer um gelado.



The Bank Job: 7/10

Surpreendentemente cativante. Um argumento bem desenvolvido e um monte de caras praticamente desconhecidas, mas agradáveis. Ritmo bem mantido, acção e adrenalina usadas na dose certa. Resultado: nunca se perde o interesse.

Etiquetas: , , , , , ,